A fotografia é um dos elementos indispensáveis no dia a dia de uma agência, e um velho conhecido acaba de ganhar uma coleção de camisas. A Adobe – que está muito longe dos parques fabris – desenvolveu uma linha para “homenagear” as mais clichês e piores imagens do Shutterstock de todos os tempos.

adobe-apparel-6
foto: reprodução

A “coleção clichê”, intitulada Stock Apparel SS 16, homenageia fotografias que estouraram o limite de reproduções na publicidade. Entre eles estão o casal de idosos sorrindo em frente ao laptop, os secretários felizes apontando para uma placa em branco e aquele clássico e firme aperto de mãos, muito utilizado no mundo dos negócios.

adobe-apparel-2
foto: reprodução

E sabe por que a Adobe criou esta coleção? Para divulgar o Adobe Stock, o mais autêntico banco de dados da companhia. Será este o fim das imagens velhas e repetidas e o início de uma nova era para a publicidade e o social media? Bom, a promessa da Adobe é não ter imagens como estas, e esperamos que sim, pois a criatividade não pode ter limites, não é mesmo?

A campanha desenvolvida pela agência Abby Priest, tem o intuito de promover a consciência sobre a comunidade criativa. De acordo com o diretor criativo, Oskar Hellqvist, o objetivo foi encontrar um conceito sobre o fato de que o estoque de fotografias está mudando. “Nós quisemos homenagear o que foi antes e, em seguida, olhamos para trás pela última vez, antes de deixar tudo e se mudar para a nova era”.

A má notícia, para quem curtiu as prints é que as roupas não estão à venda para o público, só foram disponibilizadas para um seleto grupo que faz parte de uma campanha de marketing direto.

Reinventar é a palavra de ordem. A Adobe deu o recado!

Comentários

comentário(s)

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *